As Residências Artísticas No Entulho - RANE - são vocacionadas para artistas emergentes e têm como objectivo abordar os materiais inutilizáveis ou excedentes da indústria, o chamado entulho, enquanto matéria para a criação.

OBJECTIVO DAS RESIDÊNCIAS

O foco das RANE é a criação de uma plataforma exploratória aberta a diferentes agentes para a qual se manifesta a abertura em acolher projectos originais ou em curso. Pretende-se com este programa estimular a produção artística num ambiente industrial e gerar um entorno de aprendizagem, tanto para artistas como para agentes artísticos nacionais e internacionais.

CONTEXTO INDUSTRIAL

Trabalhar com o entulho passa por lidar com a mutabilidade da matéria, com a sua dimensão temporal e humana. As RANE permitem aos artistas descobrir contextos de produção únicos ao lado de técnicos experientes em produções artísticas. Os residentes serão incentivados pensar, intervir, criar ou modificar estes materiais, podendo usufruir das condições existentes na nossa fábrica e aproximar o seu processo de criação às dinâmicas operacionais e recursos existentes.

Recursos

Temos equipamento especializado e várias oficinas coordenadas por uma equipa multidisciplinar composta por arquitectos, designers, engenheiros, artistas, fotógrafos, artesãos e técnicos industriais. Podemos fornecer material sobrante de outras produções, fragmentos de peças, objectos sem uso ou danificados ou até o pó/resíduos gerados pelo desbaste de materiais. Cada residência começa com a descoberta da riqueza dos diferentes ofícios presentes no nosso espaço: os seus gestos, o seu vocabulário, as suas ferramentas e as suas técnicas podem ser interceptadas segundo diferentes entendimentos. As várias fases de residência contemplam o acompanhamento artístico, a análise e desenvolvimento técnico e material do projecto, passando pelo apoio na fabricação e registo audiovisual de cada residência.

Materiais

acrílico, alumínio, areia, aço, betuminosas, borracha, cartão, cerâmica, cimento, cobre, cortiça, esferovite, espelho, ferro, fibra de vidro, gesso, inox, latão, madeira, pedra, pintura de poliureia, plástico, resina, têxtil, vidro.

Equipamento

berbequim, cabine de pintura, calandragem, CNC, corte laser, corte plasma, impressora 3D, material audiovisual, material eletrónico, motorização, máquinas de soldar, quinadeira, rebarbadora, serra circular, serra fita, serrote, torno mecânico, ventosas.

Oficinas

atelier de costura, carpintaria, fundição, marcenaria, marmoraria, oficina de compósitos, oficina de electrónica, oficina de vidro, pintura, serralharia.

Formatos

As RANE estão disponíveis para receber propostas para colaboração. Temos como política disponibilizar e partilhar os nossos recursos para fomentar e contribuir para o sector cultural. Para além de apoiar artistas, temos como objectivo fortalecer a participação dos nossos técnicos de produção na elaboração de projectos de natureza artística, impulsionando a partilha de conhecimentos empíricos, artísticos e de outras vivências. Em diferentes formatos, adequados ao perfil dos artistas e das instituições com quem colaboramos, contribuímos com a apoios à produção, programas de residência e ciclos programáticos dirigidos a artistas e organizações culturais.

#APOIOS

Estes apoios podem consistir na definição técnica de um projecto, no desenho, em assistência técnica durante a fabricação, na cedência de material e na disponibilização de espaço de trabalho e ferramentas. Prestamos também apoio no embalamento, transporte, montagem e estamos abertos para receber propostas para residências. Para pedidos de apoio para a produção artística preenche o formulário #apoio.

formulário #apoio

#CASAABERTA

Estamos disponíveis para receber propostas espontâneas para colaboração num formato livre e aberto. Neste contexto, disponibilizámos o nosso espaço e produção para o desenvolvimento de uma determinada ideia ou projecto específico. Privilegiamos a autonomia dos artistas e o seu conhecimento básico em produção, sendo que o apoio técnico, neste formato, será residual e pontual. Para propostas espontâneas para este formato, podes preencher o formulário #casaaberta.

formulário #casaaberta

#CICLOS

Os ciclos programáticos, são um formato de residência pensado e estruturado segundo uma tema/temática específica. Permitem criar lógicas curatoriais que agrupam e organizam uma série de residências dentro de um mesmo contexto. Desde 2018 foram criados três ciclos programáticos com vários artistas e entidades parceiras.

+info em breve

Parceiros

Desde 2018 recebemos um total de 28 artistas, 22 residências e 9 parceiros técnicos, artísticos, de programação e comunicação. Estas parcerias manifestam um importante complemento de gestão das residências, dando continuidade à activação de diferentes dinâmicas inter-sectoriais no contexto da criação artística, aspecto central ao trabalho desenvolvido no No Entulho.

Notícias