Ano

Artistas

País

Materiais

Parceiros

Tiago Madaleno

Portugal

alumínio, material audiovisual, corte laser

Tiago Madaleno

ciclo programático 01 / Dedicado a Natália de Andrade

Tiago Madaleno (1992, Vila Nova de Gaia, Portugal). Artista plástico cujo trabalho explora uma abordagem multidisciplinar, em que as imagens navegam por diferentes meios, como estratégia para desenvolver narrativas e pensar sobre performance.
Estudou na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto – Licenciatura em Artes Plásticas (2014) e Mestrado em Pintura (2016).Expõe regularmente desde 2013. Destaque para as exposições individuaisSala de Fumo(2023), Museu Guerra Junqueiro, Porto;Luz de Setembro(2022), Galeria do Paço, Braga;Um Jardim à Noite(2020), RAMPA, Porto, apoio Criatório 2019; eClepsidra(2017-2018), Serralves, Porto, após ter vencido o Prémio Novo Banco Revelação 2017. Em 2022, realizou a pintura muralUma folha no bolso, Estabelecimento Prisional do Porto (Custóias), a convite da Fundação de Serralves, ao abrigo do programa “Janelas para o Mundo”.

1982, brilhos e feixes de luz com múltiplas cores, um candeeiro lustroso brilhando cristal, um olhar televisivo que se aproxima devagar, em crescendo, um apresentador, Júlio Isidro, que anuncia o que se segue, um ligeiro equívoco no título que assegura que tudo o que está a acontecer é coerente e se justifica, uma plateia de tintins e milus florescendo de negro que aplaude entusiasmada, um piano que espera em antecipação, braços junto ao corpo, que prepara um tango trôpego. De repente, começa-se a sentir o rufar imaginário dos tambores, em crescendo. O apresentador sai de cena, o plano da câmara que se enche e aproxima, ouvem-se os primeiros acordes seguros de piano, a convidar, mão estendida no ar à espera. Ei-la. No centro. Natália de Andrade. Surgindo do meio da neblina dourada dos holofotes, Lançando os braços para o alto. Cantando perante a chuva de pétalas que lhe vai caindo na boca. A constante chuva de pétalas que lhe vai caindo na boca.

Créditos

recursos: alumínio, fotografia, corte laser
formato: residência ciclo programático 01
fotografia: Bruno Lança